Skip to content

Renavam e IPVA – O que eles têm em comum?





Renavam IPVA, tire as dúvidas sobre essas siglas que seguem os proprietários dos veículos de todo o Brasil.

Assuntos como Renavam, IPVA e demais siglas são comumente confundidos por proprietários de veículos, que não são informados da sua existência em nenhum curso preparatório ou até mesmo no momento da compra de um auto.

Algumas pessoas se quer sabem o que são essas siglas, qual a importância delas, ou até mesmo quais impostos devem ser pagos, como são recolhidos e mais uma série de questões sobre Renavam, IPVA e outras abreviaturas que são utilizadas.




Confira abaixo algumas das principais dúvidas sobre as siglas que estão sempre presentes na vida dos donos de veículos e como idealizar a consulta do Renavam, IPVA e etc:

Renavam e IPVA qual a diferença?

renavam ipva 2019
Renavam e IPVA – O que eles têm em comum?

Antes de qualquer coisa, por mais que esses dois nomes normalmente apareçam juntos, como “Renavam IPVA”, é importante ter em mente que se tratam de duas coisas distintas, o Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) e o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

O Renavam é um código desenvolvido pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) de abrangência nacional para registrar e identificar todos os veículos do Brasil. O registro deste código é realizado nas unidades do Detran (Departamentos Estaduais de Trânsito) de cada estado e Distrito Federal, e são armazenados no sistema do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).




Já o IPVA é um imposto estadual cobrado dos proprietários de veículos, segundo o art.º 155, III da Constituição Federal. Vale salientar que, o IPVA é cobrado de todos os veículos automotores, não somente de carros e motos, estando isentos apenas aeronaves e embarcações.

Renavam e IPVA são importantes?

O Renavam, além de ser utilizado como um código de identificação do veículo, algo como o documento de identidade para as pessoas, com ele é possível que a união acompanhe e controle o número de carros ativos no Brasil. Este domínio ocorre, pois, o código é intransferível, e pertence ao veículo mesmo com a venda deste e até o momento em que este for declarado inativo.




O código do Renavam também e importante para os donos dos transportes, já que junto a ele é possível averiguar todo histórico daquele automotor, como informações sobre sinistros mais graves, sejam roubos, furtos, acidentes, dentre outras. Estes dados podem ser consultados no Detran de cada estado.

Já o IPVA foi criado com a intenção de recolher a contribuição obrigatória dos proprietários de veículos, para promover as necessidades e manutenções pertinentes a sua utilização, como pavimentação e manutenção de ruas, estradas e avenidas, assim como sinalização e outras medidas de segurança e protetiva.

No entanto, como o IPVA trata-se de uma fonte de recursos considerada inespecífica, o produto desta é direcionado para o financiamento de ações estaduais, sem a obrigatoriedade da sua aplicação em pontos que beneficiem diretamente os condutores dos veículos, como ocorria com o TRU (Taxa Rodoviária Única), imposto que era recolhido antes da criação do IPVA.

Como consultar IPVA pelo número do Renavam?

Por mais que se tratem de coisas distintas, o Renavam e o IPVA estão interligados de alguma forma, já que é possível consultar IPVA com Renavam, para averiguar se o imposto foi recolhido, ou até mesmo gerar uma nova ordem de pagamento para este. Para realizar a consulta IPVA pela placa e Renavam, basta seguir os seguintes passos:



  1. Pesquise e acesse o site do IPVA do seu estado. Em São Paulo a URL utilizada é a seguinte https://www.ipva.fazenda.sp.gov.br/IPVANET_Consulta/Consulta.aspx ; consulta ipva renavam goias
  2. Inserir os dados de Placa e Renavam nos campos solicitados. Marcar a opção “Não sou um robô” e clicar em Consultar;
  3. Na próxima página é possível verificar todos os débitos do veículo, como IPVA, licenciamento, DPVAT, Taxas e Multas.

Como gerar boleto para pagar IPVA atrasado?

Depois de realizar a consulta IPVA com Renavam, caso ocorra a confirmação de dívidas em aberto é necessário efetuar o pagamento do imposto, para evitar que o veículo seja impedido de concluir o licenciamento, além de outras sanções.

Para realizar o pagamento do IPVA, basta acessar a instituição bancária de preferência, seja por meio da internet, em computadores e Smartphone, ou até mesmo nos caixas de autoatendimento, escolher a opção de impostos e pagamento do IPVA, para então efetuar a quitação do débito.

Assim que for realizado o pagamento, a baixa do imposto no sistema do Denatran será imediata. Em caso de atrasos, no pagamento do IPVA, será cobrado juros de mora e a sua não compensação motivará a inclusão do débito no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais (CADIN ESTADUAL).

Para o pagamento do IPVA em atraso, é necessário acessar o site do Detran, referente ao estado do veículo, emitir uma nova guia de recolhimento, escolher o método de pagamento desejado e então quitar os débitos.

Vale salientar que, no caso de atrasos, dependendo da forma de pagamento, a baixa do imposto no sistema do Denatran não ocorre de imediato, ela demora de acordo com o tempo da compensação de cada método de pagamento.